Confira os dados econômicos mais recentes do setor supermercadista


Em 2018, o setor supermercadista fechou em empregos com 5.133 vagas criadas, valor menor que o ano de 2017. Esse resultado é reflexo da queda de confiança do empresariado após a frustração das expectativas não realizadas, como a reforma da previdência no primeiro trimestre, a greve dos caminhoneiros no 2º trimestre e as eleições no 4º trimestre. Embora o número tenha ficado abaixo do esperado, o setor permanece como porta de entrada para os jovens no mercado de trabalho, com 20% dos admitidos sendo o primeiro emprego.

O crescimento de vendas ficou em 2,32%, abaixo piso de 2,5% projetado pela APAS.  Resultado de mais um ano difícil para os supermercados paulistas que ainda não se recuperaram das quedas nas vendas em 2015 e 2016. Embora 2017, tenha tido crescimento de 2,08%.

Nos preços, susto com o feijão, com 16% de aumento, além de diversos hortifrútis como cebola e batata que pressionaram o consumidor a diminuir o volume comprado. As chuvas e as áreas plantadas menores resumem as causas do que vem ocorrendo.

Para tirar dúvidas e receber outros dados, entre em contato com o economista da APAS, Thiago Berka pelo e-mail thiago.berka@apas.com.br.


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias


menu
menu