Artigo explica a origem da inflação e as medidas de controle existentes


A inflação é o termo utilizado em economia para falar da alta dos preços de um conjunto de produtos e serviços em um determinado período. Quando ocorre o contrário – ou seja, quando os preços caem –, o termo utilizado é deflação.

O que pode gerar inflação?

A inflação segue os efeitos da lei de oferta e demanda na economia. Quando os consumidores estão mais dispostos a gastar e têm disponibilidade para fazer isso, a tendência natural é que os preços subam.

A oferta também tem participação sobre os preços. Quando, por algum motivo, um determinado produto ou serviço tem sua quantidade reduzida no mercado, seu preço sobe. É o que acontece, por exemplo, quando algum efeito climático reduz muito a produção de um alimento e o valor dispara nos supermercados.

Outra causa da alta de preços é a indexação. Essa prática consiste em reajustar preços baseados em valores anteriores – ou seja, uma alta de preços acaba puxando outras.

O mercado de câmbio também influencia na inflação. Quando o dólar sobe, itens importados ficam mais caros no Brasil. Além disso, mesmo que um produto seja fabricado no Brasil, ele pode ter componentes importados – e, se o preço desses insumos subir, pode ser repassado para o valor final.

O governo influencia na inflação?

A forma como o governo administra os recursos públicos também pode gerar uma pressão no preço dos produtos e serviços. Isso porque, se gastar mais do que arrecada, o governo pode emitir moeda para pagar seus débitos. Com mais dinheiro em circulação na economia, os preços tendem a subir.

Outra ação do governo que influencia na inflação é a cobrança de impostos. Quando o governo eleva tributos, acaba também puxando os preços para a cima na economia.

Efeitos da inflação

Veja abaixo quais são as consequências da inflação na economia:

  • Perda do poder de compra das famílias;
  • Redução dos investimentos dos empresários, que podem ficar preocupados com os custos para produzir ou com a demanda dos consumidores;
  • Ambiente de incerteza sobre a economia pode paralisar projetos.

Mas, apesar desses efeitos negativos, a inflação não representa apenas que a economia vai mal – pelo contrário. Ela pode ser interpretada como um sinal de que a economia de um país está em movimento, aquecida.

Não é positivo para a economia a queda de preços de forma generalizada. Isso pode fazer com que os consumidores adiem suas compras esperando que os valores sejam ainda mais reduzidos no futuro, travando a atividade do país.

Controle da inflação

Existem algumas formas de tentar controlar a inflação. Veja abaixo:

  1. Subir os juros

Uma das ferramentas para controlar a inflação é a política monetária do Banco Central, que usa a taxa básica de juros da economia, a Selic, para tentar frear a alta de preços. Isso porque, com juros mais altos na economia, os consumidores podem adiar a decisão de comprar um bem. E, com menos demanda, a tendência é que os preços caiam.

Já entre os pontos negativos dessa medida está a redução também dos investimentos dos empresários na produção, já que os custos para fazer isso ficam maiores e há ainda incertezas sobre a demanda dos consumidores.

  1. Reduzir os gastos do governo

Se o governo arrecada mais do que gasta, não precisa emitir mais moeda para custear suas despesas ou aumentar os impostos.

  1. Aumentar a produção

Investir na capacidade produtiva é uma forma de reduzir os preços. Isso porque mais produtos à disposição dos consumidores significa aumento de oferta, que resulta em queda de preços.

Fonte: G1.com


Tags:


Notícias relacionadas


Últimas Notícias


menu
menu